19 de maio de 2008

Spartacus

Spartacus

Spartacus (Kirk Douglas), um homem que nasceu escravo, labuta para o Império Romano enquanto sonha com o fim da escravidão. Ele, por sua vez, não tem muito com o que sonhar, pois foi condenado à morte por morder um guarda em uma mina na Líbia. Mas seu destino foi mudado por um lanista (negociante e treinador de gladiadores), que o comprou para ser treinado nas artes de combate e se tornar um gladiador. Até que um dia, dois poderosos patrícios chegam de Roma, um com a esposa e o outro com a noiva. As mulheres pedem para serem entretidas com dois combates até à morte e Spartacus é escolhido para enfrentar um gladiador negro, que vence a luta mas se recusa a matar seu opositor, atirando seu tridente contra a tribuna onde estavam os romanos. Este nobre gesto custa a vida do gladiador negro e enfurece Spartacus de tal maneira que ele acaba liderando uma revolta de escravos, que atinge metade da Itália. Inicialmente as legiões romanas subestimaram seus adversários e foram todas massacradas, por homens que não queriam nada de Roma, além de sua própria liberdade. Até que, quando o Senado Romano toma consciência da gravidade da situação, decide reagir com todo o seu poderio militar

Spartacus - 1960 - Spartacus
Alex North (OST)

01. Main Title
02. Spartacus Love Theme
03. Gladiators Fight To The Death
04. Blue Shadows And Puple Hills
05. Homeward Bound On To The Sea-Beside The Pool
06. Hoeful Preparations, Vesuvius Camp
07. Prelude To Battle Quiet Interlude-The Final Conflict
08. On To Vesuvius Forward, Gladiators-Forest Meeting
09. Oysters And Snails-Festiva
10. Headed For Freedom
11. Goodbye My Life, My Love- End Title

Spartacus - 1960 - Spartacus
Alex North (Ed. DeLuxe)

01. Night Before Battle
02. Glabrus Camp
03. The Battle Regions
04. On to The Sea
05. Metapontum
06. Festival
07. Training
08. Oysters And Snails
09. Prelude To Gladiator Fight
10. Opening Scene. The Mines
11. Ship To The Gladiator School
12. Night After Drabbas Death
13. On To The Sea. Dead Baby. Victory Montage
14. Alternate Dead Baby
15. Glabrus March
16. Spartacus Marches
17. Night Before Battle
18. Fear Of Death
19. Night Before Battle
20. Did They Hurt You
21. End Of Act One
22. End Of Act One
23. End Of Act One
24. End Of Act One
25. Main Title
26. Varinia Is Found
27. Unknown Piece
28. Track
29. Track
30. Track
31. Track
32. Track

Informações e Links por email - Aqui

Information and links via email -
Here





Um comentário:

BORBOLETAS DE JADE disse...

Alex North, nasceu em Chester, Pennsylvania, EUA, em 4 de dezembro de 1910, filho de pais que emigraram da Rússia. Seus primeiros anos em Chester foram de muita dificuldade, principalmente após a morte de seu pai. Mesmo assim, os extraordinários e reconhecidos dotes musicais do jovem lhe garantiram convites para estudar no Curtis Institute e na Julliard School. De 1932 a 1940, North estudou com renomados compositores de todo o mundo, como Anton Weprik, Victor Bielyi, Silvestre Revueltas, Aaron Copland e Ernst Toch. Nessa época ele foi diretor musical do Latvian State Theatre e lecionou nas universidades de Bennington, Briarcliff e Finch. Além disso, compôs balés para Martha Graham, Hanya Holm, Agnes de Mille e Anna Sokolow. Em 1967 o diretor Stanley Kubrick contratou North para criar a trilha original do que seria um marco da ficção científica, 2001: A Space Odyssey. Entre as partituras mais conhecidas de North incluem-se Unchained (filme de 1955 mais lembrado pela popular "Unchained Melody"), Viva Zapata, The Agony and the Ecstasy e Who's Afraid of Virginia Woolf? O compositor ganhou um Emmy pela música de Rich Man, Poor Man, durante a temporada de 1975-76. Na diversidade dos temas abordados pela música de North, incluem-se dramas, discussões sociais e filmes leves. Seus scores para épicos históricos - Spartacus (1960), Cleopatra (1963) e The Agony and Ecstasy (1965) - demonstram admiráveis profundidade e complexidade, comparados a trabalhos similares de compositores da mesma época. Muitos poderão imaginar que North era naturalmente atraído para os grandes filmes de Hollywood, mas segundo a sua viúva, Anne North, "Os grande épicos não eram realmente a sua grande paixão. O que ele sempre quis foi compor para filmes nos quais ele pudesse relacionar-se com os personagens".
North compôs mais de 50 trilhas sonoras originais que lhe valeram 15 indicações ao Oscar (por, entre outros filmes, The Rose Tattoo, Who´s Afraid of Virginia Wolf? e Dragonslayer), porém apenas conquistou a estatueta em 1986, pelo conjunto de sua obra. Em uma entrevista da época, o compositor declarou que "o medo é um problema para a música de filmes; as pessoas querem ser convencionais, hoje tudo é mais comercial.